Compra Direta repassa R$ 4 milhões para o Norte Pioneiro

29/04/2013 09:00

AGRICULTURA FAMILIAR

O secretário do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, Luiz Claudio Romanelli, assinou nesta sexta-feira (26), em Ibaiti e Andirá, os termos aditivos do Compra Direta - Programa de Aquisição de Alimentos, com entidades assistenciais, agricultores e prefeituras de 45 municípios do Norte Pioneiro. São R$ 4.346.179,61 para a aquisição de produtos de 1.159 agricultores familiares, repassados a 585 entidades de proteção social, beneficiando 137 mil pessoas. 

Este ano, o Compra Direta vai investir R$ 26 milhões na aquisição de alimentos de mais de 10 mil produtos. Segundo Romanelli, o programa fortalece a agricultura familiar, garante alimentos em quantidade e qualidade e promove o desenvolvimento local. "O programa é muito bem executado no Paraná, tanto que é referência nacional. Por isso, conseguimos aumentar expressivamente o volume de recursos investidos. O programa gera renda e trabalho e, principalmente, contribui para a erradicação da fome, que é um dos objetivos do governador Beto Richa", afirmou. 

O prefeito de Ibaiti, Rogério Regazzo, disse que o Compra Direta traz impactos muito positivos na economia do município. "Ibaiti tem 2,4 mil propriedades rurais e 2.230 delas têm entre 2 e 7 hectares. É fundamental para esses agricultores familiares um programa que assegura a compra do que produzem". 

VIDA MELHOR- Euceli Rossi Galviati, agricultora do Assentamento Modelo de Ibaiti, que há quatro anos fornece verduras e frutas para o programa e com orientação técnica da Emater, conseguiu diversificar a lavoura e investir na melhoria da propriedade. Ela conta que antes vendia de porta em porta e tinha um gasto muito grande com condução. Agora, vai à cidade uma vez por semana e faz as entregas no centro de distribuição. "Forneço para outros programas, como a merenda escolar, mas a porta de entrada foi o Compra Direta. Com o ganho extra, ampliei e irriguei a horta, reformei a casa, comprei um carro e estou conseguindo poupar", comemora. 

Eliza Satomi Ono, coordenadora da Pastoral da Criança de Assaí, diz que graças ao programa a entidade consegue oferecer alimentação a 200 crianças e dez gestantes. "Uma vez por semana recebemos do Compra Direta frutas, polpa de fruta, verduras, legumes e pães. Transformamos as folhas verdes dos alimentos em pó multimistura, usada no combate à desnutrição, principalmente das crianças e gestantes com deficiência de ferro e proteína". 

BENEFÍCIOS - Na regional de Jacarezinho, o Compra Direta repassará R$ 2.265.597,62l para 567 agricultores, beneficiando 232 entidades, de 22 municípios. Na regional de Cornélio Procópio,, serão beneficiados 592 agricultores, 363 entidades, com investimento de R$ 2.080.581,99, em 23 municípios. 

Para participar programa o agricultor familiar precisa estar enquadrado no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Os trabalhadores rurais assentados, agroextrativistas, quilombolas, famílias atingidas por barragens e comunidades indígenas fazem parte do público prioritário. 

O teto estabelecido é de R$ 4,5 mil por ano e, além de garantir a compra de parte da produção do agricultor familiar, incentiva-o a investir na propriedade, aumentar e diversificar a produção de alimentos e a conquistar novos mercados para comercializá-los. 

O Compra Direta - Programa de Aquisição de Alimentos é executado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e, no Paraná, tem como órgão gestor a Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego e Economia Solidária, em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), a Central de Abastecimento (Ceasa) e o Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea-PR). 

 

 

Agência Estadual de Notícias