Prefeitura, PM e representantes da classe discutem formulação de lei

25/06/2012 16:16

A prefeita afirmou que a reunião é importante para esclarecer boatos que surgiram no município acerca da regulamentação da profissão

Alfredo Jorge

 

Para discutir a elaboração de uma lei municipal para regulamentar a atividade dos mototaxistas em Jacarezinho, uma reunião foi realizada na sexta-feira, 22. Representantes dos profissionais e da Polícia Militar, debateram as sugestões junto com a prefeita Tina Toneti para que a lei venha a ser criada em conformidade com a legislação federal, mas de acordo com a realidade da categoria.

A prefeita afirmou que a reunião é importante para esclarecer boatos que surgiram no município acerca da regulamentação da profissão. "Os mototáxis hoje prestam um serviço importante para toda a população de Jacarezinho. Já agendamos um próximo encontro, onde apresentaremos a base da lei também aos vereadores, para que ela possa ser encaminhada para votação e a atividade seja regulamentada o quanto antes", considerou Tina.

Para o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar (2º BPM), tenente-coronel Airton Sérgio Diniz, assim como qualquer outro segmento profissional, ainda mais porque prestam atendimento a pessoas, os mototaxistas necessitam de uma definição de padrões para que atuem na legalidade. "É importante buscar junto à Prefeitura a formulação das diretrizes da profissão no Município, para que a PM possa atuar enquanto agente fiscalizador", acrescentou Diniz.

Segundo o comandante do policiamente de trânsito, tenente Garcia, até o momento a PM não notificou nenhum mototaxista em função da profissão. "Estamos cobrando dos motociclistas apenas o que rege o Código de Trânsito Brasileiro para garantir um trânsito mais seguro. Não há como autuá-los enquanto mototaxistas, porque não há uma lei municipal que regulamente a profissão", esclareceu Garcia.

 

Departamento de Comunicação / Prefeitura de Jacarezinho - Texto: Marina Lukavy / Fotos: Alfredo Jorge