Prefeitura firma convênio para ampliar produção de ovos em Jacarezinho

13/04/2012 14:11

Através do Programa Avicultura Familiar (PAF), cada um dos produtores rurais cadastrados receberá 50 aves com alta capacidade de produção de ovos

Marina Lukavy

 

Para agregar valor à produção e proporcionar aumento de renda para agricultores familiares, a Prefeitura Municipal de Jacarezinho, através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, firmou convênio com o Instituto Globoaves. Através do Programa Avicultura Familiar (PAF), cada um dos produtores rurais cadastrados receberá 50 aves com alta capacidade de produção de ovos. Durante esta semana, técnicos que vão trabalhar junto aos agricultores foram capacitados.

O encerramento da capacitação dos técnicos foi realizado nesta quinta-feira, 12, na sede do Sindicato Rural. Na oportunidade, a prefeita Tina Toneti participou da entrega dos certificados de conclusão do treinamento. "Este programa contribui para a valorização da agricultura e no incentivo ao produtor a se manter no campo. Também, estamos viabilizando ações para garantir a comercialização, principalmente através da destinação de parte da produção de ovos para a merenda que é servida às nossas crianças", ressaltou Tina.

De acordo com o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, José Antônio Costa, o convênio permite que sejam cadastrados até 100 produtores rurais. "Até o momento já selecionamos cerca de 60 famílias que atendem aos pré-requisitos exigidos para a criação das aves. Cada um deles vai receber 50 galinhas coloniais (caipiras) com alta capacidade de produção de ovos", afirmou.

As aves com um dia de vida serão doadas pelo Instituto Globoaves para a Prefeitura Municipal que as levará para o Aviário Pulmão. No local, serão vacinadas e assistidas por técnicos durante 16 semanas para só então serem entregues aos agricultores. Nas propriedades rurais, também será feito acompanhamento para garantir a qualidade da produção.

Para que seja feita a classificação, vistoria e embalagem dos ovos, a prefeita autorizou a construção de um laboratório na Associação Agropecuária de Jacarezinho (Agrojac). "Outra preocupação que temos é assegurar a comercialização, por isso parte será destinada a merenda escolar servida na Rede Municipal de Ensino, e o restante para o comércio. A intenção é que tenhamos uma barraca exclusiva também na Feira da Lua", acrescentou Costa.

O PAF

O coordenador do PAF do Instituto Globoaves, Mário Bracht explicou que o programa está sendo implantado em Jacarezinho e em outros municípios da região. O PAF trabalha na base da agricultura familiar, agregando valor, aumentando a renda e atuando como mais uma ferramenta nas pequenas propriedades. O programa foi implantado pela primeira vez na região Nordeste do Brasil. Em Alagoas, por exemplo, a princípio 20 famílias foram cadastradas, hoje são mais de 15 mil e o PAF se tornou um programa de combate à pobreza.

Bracht observou que a Globoaves desenvolveu a genética de uma galinha colonial vermelha de alta produtividade. Ele disse que uma galinha solta normalmente produz em torno de 150 ovos por ano, já as aves que serão doadas para os produtores rurais produzem de 300 a 350 ovos no mesmo período. "Além disso, elas produzem durante 18 meses", complementou.

O Instituto além de doar os animais, fornece toda a assistência técnica que é repassada aos agricultores. Em troca, a Prefeitura fica responsável por organizar a produção dos ovos dentro de uma associação para que o programa tenha continuidade.

"Escolhemos a cidade de Jacarezinho para criar oportunidades aos agricultores, principalmente alternativas à produção de cana. Também porque está localizada numa região que tem um dos menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do estado. Por outro lado, devido ao clima mais tropical a adaptação das aves é melhor", concluiu o coordenador.

 

 

Departamento de Comunicação / Prefeitura de Jacarezinho - Texto e fotos: Marina Lukavy



Galeria de imagens